Para minha mãe

Mãe,

Desculpa que eu não liguei hoje. Eu estava ocupada demais com o meu horário no cabelereiro, e aí ele acabou se atrasando, consequentemente me atrasando para encontrar o meu namorado às 15h num evento importante que nem era tão importante assim pra mim. Quando voltei pra casa estava com uma super dor de cabeça (meu pânico de lugares cheios e barulhentos só aumenta em SP) e acabei dormindo, depois que acordei fui ver um filme e aí quando lembrei de você já era tarde demais para ligar.

Desculpa que eu não dei notícias hoje, por mais imbecis que elas sejam. Eu ia falar que está tudo bem aqui, dizer que choveu pra caramba mas eu não peguei nem um pingo de chuva. Ia perguntar de todos aí, perguntar se o papai já chegou de viagem e se foi tudo ok com ele. Eu ia falar que tá tudo bem de novo e de novo, e provavelmente em uma dessas vezes eu estaria mentindo, porque nem tudo está tão bem assim. Eu ia querer desligar logo pra não ficar cara a ligação e não chorar ouvindo sua voz, ia dizer que meu celular ainda está com defeito. Ia mandar beijos para todos e desligar com o coração apertadinho.

Mãe, desculpa que eu esqueci de vocês hoje o dia inteiro e coloquei tanta futilidade na frente. Eu sei porque fiz isso. Estou me defendendo. Está difícil e tá doendo ficar longe de você, do papai e da Sabrina. Eu não pensei que fosse ser tão difícil. Não sabia que eu amava tanto vocês, e que sentiria falta de simplesmente estar em casa. A casa que sempre quis sair.

Desculpa que eu não liguei hoje, mãe. Mas amanhã eu ligo.

Sem chorinho.

About marcattibella

Atriz, improvisadora e palhaça de profissão. Metida a escritora. It's a beautiful lie. Ver todos os artigos de marcattibella

2 responses to “Para minha mãe

  • Lee Camisasca

    Você sempre escrevendo de uma maneira gostosa de se ler,mesmo quando “parece” que está falando de bobeiras e que no fundo está falando de coisas sérias,coisas difíceis, de decisões que envolvem dor e angustia….A vida é muito louca….A gente vem numa familia, fica junto até determinado ponto mas,não pertencemos a ela…somos do mundo, então chega a hora de tomar um rumo e seja ele qual for (casamento,profissão, apenas mudança de casa para morarmos sozinhos etc…etc…) sempre envolve dor, saudade, sentimentos de culpa….quando na verdade é apenas a natureza humana se manifestando. Todos temos que decidir nossas vidas e dar um rumo para ela. Sua família é muito sortuda de ter você como um dos membros,pessoa sensível e maravilhosa. Beijos no coração.

  • Gabi Bueno

    Que post Bellaa….que post! Me fez pensar um tantão de coisas aqui e me emocionar profundamente. ;*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: